Picada de cobra em bovinos: saiba o que fazer!

Picada de cobra em bovinos saiba o que fazerPicada de cobra em bovinos é um assunto bastante comum na zona rural do Brasil e, infelizmente, uma das causas de mortes em animais. Para evitar que o envenenamento seja fatal, o pecuarista precisa agir rapidamente e da maneira correta. 

Os animais costumam ser picados na região da face e das patas. Porém, devido aos pêlos, as marcas de mordidas podem não serem vistas com facilidade. Por isso, é preciso ficar atento aos principais sintomas de um veneno no organismo do animal, tais como vômitos, músculos com tremores e queda de pressão. Já que, se não contido a tempo, o quadro pode gerar hemorragia.

Saiba como agir em situações emergenciais tal como essa e proteja seu rebanho! 

Riscos e tratamento para picada de cobra em bovinos 

A maioria das picadas são causadas por cascavel, jararaca e coral. Ao ser picado, o animal pode ter seus rins e sistema nervoso central afetado, podendo ocorrer hemorragias em função da coagulação do sangue. Dependendo do volume de veneno injetado, pode causar, ainda, necrose local do tecido. 

Além dos sintomas citados anteriormente, os animais costumam ficar abatidos e sem apetite devido ao aumento das dores. Por isso, assim que diagnosticado, o pecuarista deve fazer uma varredura para tentar identificar a cobra. Saber a espécie ajuda a oferecer o tratamento mais adequado de acordo com o veneno. 

Não se deve, de forma alguma, estancar a parte picada do bovino. Essa ação pode agravar a região lesionada e prejudicar o membro do animal. O recomendado é manter o animal isolado dos demais e em repouso, após a aplicação do soro antiofídico. 

Existem diferentes tipos de soro, mas o ideal é ter o antibotrópico em estoque, pois ele é usado para picadas de jararacas que representam 90% das ocorrências. Já o soro anticrotálico é usado em casos envolvendo cascavel. É indicado que o fazendeiro tenha uma boa quantidade de soros em estoque.

Após o tratamento emergencial, ainda é necessário cuidar do animal. É importante aplicar diariamente uma dose de anti-inflamatório recomendado pelo veterinário, via intramuscular e distante do local picado. Normalmente, a recuperação do bovino acontece em três dias.

Formas de prevenir seu rebanho de picada de cobra

Picadas de animais peçonhentos pode ser sinônimo de prejuízo aos fazendeiros. Porém, como os sintomas da picada de cobra em bovinos podem ser confundidos com envenenamento por plantas, o primeiro passo é identificar se realmente foi uma mordida. Para isso, é importante conhecer os tipos de plantas venenosas e os malefícios para a saúde bovina.

Fazer constantes varreduras na propriedade também deve ser uma função do técnico agropecuário. Essa é uma maneira de tentar evitar que cobras rondem seus animais. Entretanto, vale lembrar que é praticamente impossível eliminar todas elas, além de que também apresentam um papel fundamental no controle biológico da população de roedores.

Por fim, o produtor deve se preocupar em manter o calendário de vacinação de seus bovinos em dia, prevenindo seus animais contra diversos males. 

Importância de agir em situações emergenciais

A perda de um animal representa um grande prejuízo econômico aos produtores rurais. Infelizmente é recorrente os casos de mortes por falta de preparo de técnicos e pecuaristas em situações de emergência. Produtores que conhecem o assunto, sabem tomar decisões certas até que o veterinário chegue, diminuindo riscos de acidentes fatais.

Cada vez mais o mercado demanda profissionais capacitados para atuar em diferentes situações. Quem sabe agir em momentos cruciais, consegue ter melhores resultados e representa um diferencial sobre outros atuantes na área. Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Bovinos e salve vidas. 

 

Fontes: Embrapa, Revista Veterinária,  Boi Saúde.

Artigos

Bovinos

Destaques

Pecuária

Saude animal

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2021 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.