Conheça as vantagens da terminação em confinamento para o gado de corte

A terminação em confinamento, também conhecida como fase da engorda, é a última e decisiva fase de produção na pecuária de bovinos de corte, pois é o momento em que animal atinge o peso adequado para o abate e deposita gordura na carcaça. Esse período que antecede o abate também tem grande relação com a parte financeira, já que a receita com a venda dos animais deverá pagar os custos de produção. 

 

O planejamento adequado na terminação dos animais por meio do sistema de confinamento é a principal orientação para quem deseja alcançar bons resultados com o rebanho. Além disso, essa fase traz diversas vantagens para o sistema. Continue a leitura desse artigo e se aprofunde no tema!

 

Principais vantagens da terminação em confinamento

 

O confinamento é uma estratégia indicada para o produtor que precisa “terminar” os animais e liberar as pastagens novamente para a fase de recria. Ele é considerado estratégico, pois permite a redução da lotação das pastagens na entrada da seca, sem necessidade de venda de animais a preços baixos, e viabiliza a antecipação de vendas, aumentando a proporção delas na entressafra.

 

Apesar de existir o método da terminação intensiva a pasto (TIP), o confinamento apresenta ainda outras boas vantagens. Tais como:

 

  • É mais fácil terminar o animal em confinamento do que o animal em pastejo. Em função dos ganhos mais modestos da pastagem em relação ao confinamento, se dois grupos de animais extremamente homogêneos forem separados e colocados metade para terminação em pastagem e a outra metade em um confinamento, este último grupo ficará pronto para abate mais cedo;

 

  • A carne produzida em confinamento é mais homogênea, isto é, a variação de um lote de bifes produzidos em confinamento quanto à maciez e teor de gordura é menor do que a de um lote de bifes provenientes de animais terminados em pastagem;

 

  • Aumento da eficiência produtiva do rebanho, por meio da redução da idade ao abate e melhor aproveitamento do animal produzido e capital investido nas fases anteriores (cria-recria);

 

  • Uso da forragem excedente de verão e liberação de áreas de pastagens para outras categorias durante o período de confinamento;

 

  • Uso mais eficiente da mão-de-obra, maquinários e insumos;

 

  • Flexibilidade de produção.


 

Como planejar a terminação de bovinos de corte

Apesar de ser a última fase do sistema, os resultados finais obtidos estão diretamente ligados com o toda a estratégia de confinamento. Por isso, o pecuarista precisa entender do manejo completo. A base para lucrar mais na terminação em confinamento é uma recria bem feita. 

 

Para chegar na fase da terminação com resultados satisfatórios é preciso que tenha sido feita uma boa compra lá no início. É indicado escolher animais que possuem estrutura corporal adequada e com potencial genético para ganho de peso e qualidade de carcaça. Calcular o ágio da arroba de entrada e avaliar quanto pode pagar no animal sem ter prejuízo também é uma boa dica. 

 

Os custos com a compra do animal e a nutrição exercem grande impacto no financeiro da terminação. Realizar um planejamento nutricional, formular uma dieta balanceada, que atenda as exigências nutricionais dos animais e que proporcione melhores resultados produtivos e financeiros para o pecuarista, é fundamental para chegar à terminação com sucesso. 

 

Realizando o manejo correto na terminação em confinamento

 

Se tornar um pecuarista especialista no sistema de confinamento requer estudo e prática. Frequentemente são observados problemas que levam à diminuição do desempenho animal ou que comprometem a produtividade do sistema, como distúrbios metabólicos, doenças e intoxicações. Por isso, a alimentação é o primeiro passo para a cadeia produtiva. 

 

Através do Curso de Manejo Nutricional de Gado de Corte (Alimentos e Alimentação) você aprende técnicas modernas de alimentação para alcançar a máxima eficiência na produção animal e atingir altos rendimentos sem cometer erros. Quer alavancar sua carreira? Clique aqui e não perca essa chance! 


Fontes: Beefpoint, Embrapa, Sia Brasil, IRancho, Biblioteca Agptea.org

Artigos

Bovinos

Bovinos de Corte

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2022 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.