5 dicas para prevenir lesões nos cascos dos bovinos

Diversos fatores podem interferir no desempenho dos animais, e, sem dúvidas, lesões nos cascos nos bovinos estão entre as principais. Além da forte dor e desconforto ao gado, as doenças no casco também possibilitam um maior risco de adquirir problemas relacionados ao metabolismo, diminuição da produção de leite e carne, diminuição da eficiência reprodutiva, etc.

 

Contudo, é essencial que pecuaristas, criadores e funcionários de fazendas saibam que a prevenção é a base para evitar que este mal. Quer saber como? Conheça as 5 dicas para prevenir lesões nos cascos dos animais a partir de agora! 

 

Causas das doenças de casco em bovinos

 

Antes de mais nada é necessário compreender o que causa possíveis lesões nos cascos de gados. As doenças mais encontradas em bovinos são: laminite, panarício e dermatite interdigital, doença da linha branca, úlcera de sola, podridão de casco e erosão de talão. Em sua maioria, os fatores que podem desenvolver estes problemas são:

 

  • Má higienização;

  • Alimentação incorreta;

  • Tipo de piso e profundidade da cama;

  • Ambiente em geral, barro, pedras, buracos.

 

Maneiras de prevenir lesões nos cascos nos bovinos

 

1 - Casqueamento preventivo

 

O casqueamento permite restaurar o ângulo correto da pinça para que o peso da vaca possa ser distribuído uniformemente entre as duas pinças do casco. Tem como objetivo corrigir o crescimento anormal do casco e identificar resíduos de lesões e/ou rachaduras ocorridas durante a lactação, por exemplo. O procedimento deve ser realizado preventivamente e de maneira estratégica. 

 

Nas fêmeas o período mais indicado é ao final da lactação e início do período seco. Entretanto, ao menos duas vezes por ano, os cascos das vacas devem ser avaliados em uma mesa/rampa de casqueamento para determinar se é necessário aparar os cascos. 

 

2 - Realizar consultas com o médico veterinário

 

O médico veterinário é o profissional com a capacidade de realizar avaliação clínica juntamente com o pecuarista. É importante manter uma frequência nos atendimentos para que lesões como hemorragias de sola, erosão de talão, sola dupla, rachadura horizontal e vertical, sejam diagnosticadas logo no início. 

 

3 - Uso regular de pedilúvio

 

Uma maneira de prevenir lesões nos cascos nos bovinos é através da utilização do pedilúvio. Eles são projetados para prevenir e não tratar, portanto é preciso também manter uma boa higiene aliada à implementação regular de práticas de desinfecção.

 

Deve ser avaliada a frequência de passagem dos animais pelo pedilúvio, o desinfetante utilizado e sua diluição, além da profundidade adequada. Além do rebanho leiteiro, vacas secas e novilhas também devem passar por pedilúvio. 

 

4 - Manejo nutricional adequado

 

Quando se trata de bovinos, a alimentação é um dos pontos chaves para o alcance de bons resultados. Devem ser fornecidas dietas corretamente balanceadas, respeitando as exigências de cada fase animal. 

 

A nutrição tem grande influência, por exemplo, durante o período de transição, que compreende os 20 dias antes do parto e os dias de pós-parto imediato. A falta de uma dieta balanceada neste período é determinante quanto ao aparecimento de doenças de casco.

 

O manejo nutricional também deve auxiliar no monitoramento da ocorrência de doenças debilitantes, como cetose, metrite, mastite. 

 

5 - Observação dos animais

 

Por fim, pecuaristas e criadores devem manter uma rotina diária de observação do rebanho. Quando se trata de lesões nos cascos, a atenção deve ser ainda maior nos possíveis alertas. A postura ideal de um bovino é a coluna vertebral reta, sem se curvar, mantendo os membros apoiados no chão. 

 

Um dos sinais que nos indicam que podem existir problemas nos cascos de vacas leiteiras é a claudicação, que é a mudança de postura desses animais ao se moverem, podendo ser associada à dor. Em alguns casos também pode ser observado a típica manqueira. 

 

Saiba corrigir os principais defeitos dos cascos de bovinos

 

Boas práticas de manejo são imprescindíveis para evitar prejuízos em rebanhos. Lesões nos cascos estão sujeitas a uma taxa mais alta de descarte, diminuindo a lucratividade da fazenda. Para que esse problema não atinja seus animais é necessário saber prevenir e corrigir.

 

Clique aqui e saiba agora mesmo como o Curso de Casqueamento Preventivo e Correção de Aprumos em Bovinos pode te auxiliar em diferentes situações!

 

Fontes: Blog Premix, Educapoint, Prodap, Educapoint 2

 

Artigos

Bovinos

Bovinos de Corte

Bovinos de Leite

Destaques

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2022 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.