Milho safrinha: como preparar o solo para o cultivo

Milho safrinha como preparar o solo para o cultivoO cultivo do milho safrinha é uma atividade comum na região centro-sul no Brasil que vem se modernizando e aumentando seus níveis de produtividade. Essa prática é uma forma encontrada por profissionais agrícolas e produtores rurais de obter lucro com sua produção mesmo após a cultura principal. Para isso, o solo selecionado para o cultivo deve estar devidamente preparado para suprir as necessidades das plantas.

Leia mais sobre o milho safrinha neste artigo!   

O que é o milho safrinha? 

O chamado “milho safrinha” é o milho sequeiro cultivado após a cultura de verão (de janeiro a abril, mais especificamente), sobretudo, nos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Goiás e Minas Gerais. 

Dessa forma, parte do manejo do milho safrinha é determinar a sua época de semeadura. Assim, é preciso que os produtores estejam atentos à quantidade de água disponível, à incidência dos raios solares e à temperatura, fatores limitantes para escolha do período. Essa situação acontece devido ao fato de que o milho safrinha é semeado após a cultura de verão, ou seja, já no final da época recomendada. 

Por que produzir milho safrinha? 

Uma das grandes vantagens de se produzir milho safrinha é que essa cultura permite que máquinas, mão de obra e equipamentos sejam usados em um período considerado ocioso. Além disso, apresenta um custo operacional mais baixo e preços de comercialização mais altos. 

Preparo do solo para plantio 

Uma etapa de extrema importância no manejo do milho safrinha é preparar o solo no qual essa cultura será plantada. Assim, é fundamental que técnicos, agrônomos, produtores rurais e outros profissionais da área dominem as principais técnicas para que as safras alcancem os desempenhos desejados.  

A primeira etapa para qualquer preparo de solo é, sem dúvidas, a análise do solo. No cultivo do milho safrinha, entender os componentes do solo é fundamental para o sucesso. Como esse tipo de safra depende de um balanço químico mais específico do solo, é importante que o produtor busque na análise o conhecimento para realizar ações de preparação, como adubação e correção, da forma correta.

No que se refere a adubação, este deve dar atenção aos níveis de fósforo (P) e potássio (K) do solo. Esses minerais têm grande importância na cultura do milho de segunda safra, e entender em qual quantidade estão presentes no solo faz parte do sucesso da cultura.

Desafios e cuidados

Alguns dos cuidados que esses profissionais devem ter têm relação com a compactação e a erosão do solo. Em se tratando de compactação, é necessário que se avalie a disposição das raízes das plantas no solo, permitindo que explorem e se espalhem neste espaço. Contudo, o uso de máquinas agrícolas e o manejo animal são alguns dos fatores que promovem a compactação do solo, afetando o crescimento das raízes. Além disso, a compactação do solo também favorece a erosão. 

Responsável por diversos prejuízos nas produções agrícolas, a erosão é causada, principalmente, pela chuva (erosão hídrica). Assim, graças ao impacto da água no solo, os poros são obstruídos e a infiltração do solo é prejudicada. Nesse sentido, um fator que influencia na frequência dos episódios de erosão é a frequência da aração.

Atenção durante o desenvolvimento do milho safrinha

Ainda em relação ao solo e aos nutrientes necessários para o desenvolvimento da planta, o milho safrinha exige atenção. É preciso seguir as análises e o acompanhamento da safra para ter certeza que o desenvolvimento está acontecendo da maneira correta. Realizar correções e oferecer os nutrientes exigidos durante esse período é possível e muitas empresas reconhecidas no mercado oferecem esse tipo de solução.

Outro ponto é ter, na equipe da propriedade ou terceirizados, profissionais capacitados para atender as necessidades da cultura. Contar com a experiência e conhecimento de quem trabalha no segmento é importante, mesmo para o produtor mais tradicional. Trazer profissionais que possam aprimorar e agregar para os objetivos e saibam modernizar o que é preciso, mantendo o que funciona, é o caminho escolhido por muitas fazendas de sucesso. 

O cultivo e preparo do solo do milho safrinha é uma atividade comum que exige o domínio de diversos conhecimentos para que a atividade seja eficiente. Nesse sentido, é imprescindível que os profissionais da área estejam devidamente capacitados para desempenhar essa prática da melhor forma possível, possibilitando que a produção gere o lucro estipulado e cumpra as metas previamente estabelecidas. 

Para encerrar temos uma dica para quem cultiva milho safrinha com o objetivo de alimentar um rebanho bovino. Precisa deixar sua safra mais eficiente? Está tendo dificuldades no momento de formular uma ração? Então clica aqui e confira essa recomendação da Revista Agropecuária.

Fontes: Stoller; Grupo Cultivar; CRUZ, J. e DUARTE, A.

Agricultura

Áreas

Artigos

Destaques

Milho

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2021 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.