Como realizar a aplicação de medicamentos em bovinos?

Como realizar a aplicação de medicamentos em bovinosO cuidado com a aplicação de medicamentos em bovinos é uma das ações entre as boas práticas de manejo. É importante que este procedimento seja feito da forma correta para diminuir os prejuízos dos pecuaristas e manter a saúde do animal. 

Entretanto, o método de aplicação de medicamentos depende de uma série de fatores, tais como: a quantidade e natureza da droga, a rapidez da aplicação e por qual via será aplicada. Além de todos os cuidados com o medicamento, também é preciso saber como realizar a aplicação e fazer um bom armazenamento

Se essa é sua dúvida enquanto pecuarista ou precisa de mais informações, continue a leitura desse artigo e saiba tudo sobre o assunto. 

Como realizar a aplicação 

Entre o manejo correto na hora da aplicação de medicamentos nos animais está o bem estar do bovino, o não desperdício do produto, a prevenção de acidentes com o trabalhador e a preservação do meio ambiente. O primeiro passo, é sempre separar os animais de acordo com peso e categoria. 

Já com o material reunido e a bula lida, é hora de preparar o medicamento. A regulagem da seringa dosadora irá depender do peso do animal e da dose recomendada. A forma de aplicar o medicamento no bovino vai variar de acordo com a via de administração. 

Entre as mais comuns estão a intravenosa, intramuscular, subcutânea, oral, além de tópica e intramamária. Para escolher qual via o produto será administrado, o pecuarista precisa saber qual será o problema a ser tratado. Um médico veterinário pode ser um grande aliado nesse momento. 

Tipos de aplicação de medicamentos em bovinos

Na aplicação intravenosa, a injeção é realizada diretamente na corrente sanguínea do animal, promovendo a distribuição imediata do medicamento e um rápido efeito. Este método também possibilita a administração de doses maiores. 

O oposto acontece com a subcutânea. Neste procedimento, a aplicação acontece embaixo da pele, promovendo uma lenta e contínua absorção. É aconselhável sua aplicação na tábua do pescoço e o uso de agulhas descartáveis.

Na opção intramuscular, diretamente na musculatura, a absorção é relativamente rápida. Neste caso recomenda-se aplicar um volume que não exceda 10 ml por músculo. É uma aplicação adequada para administração de volumes moderados, de veículos aquosos, oleosos ou suspensões.

O método por via oral é indicado na prescrição de um medicamento que será ingerido. Além disso, é mais seguro, mais conveniente, mais econômico e não apresenta risco de transmissão de doenças.  

Algo parecido acontece na aplicação tópica, onde o objetivo é atingir a área afetada do animal. Nesta aplicação é importante que se evite o contato direto do medicamento com o operador para prevenir possíveis intoxicações.

Por fim, existe ainda a administração por vias intramamárias. Normalmente para o tratamento das inflamações das glândulas mamárias, como no tratamento de mastite bovina, o primeiro passo é esgotar completamente os quartos mamários. Após limpar e desinfectar o teto com álcool 70%, deve-se introduzir a cânula no orifício do teto e aplicar o medicamento no canal do mesmo. 

Cuidados e armazenamento dos medicamentos 

Os cuidados se iniciam na hora da compra dos produtos, observando se a embalagem está violada. Também é preciso estar atento ao prazo de validade e à presença de sedimentos ou líquido turvo. O pecuarista deve sempre adquirir os produtos licenciados pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). 

Já quanto ao armazenamento, ele deve ser feito preferencialmente em locais arejados e que permitam a fácil identificação dos produtos. Evite ambientes com calor e a exposição direta à luz solar, mantendo a temperatura entre 15° e 30°C, em salas que devem estar protegidas da entrada de insetos, roedores e aves.

Outras recomendações são: higienizar as mãos e usar luvas durante o procedimento, desinfectar o local, descartar os produtos nos lugares corretos e manter um controle de registros documentado com tudo que é feito no animal.

Saiba tudo sobre medicamento em bovinos

A melhor maneira de estar apto para oferecer um melhor atendimento aos animais é conhecendo todas as ações que podem ser feitas com eles, principalmente em casos emergenciais. Para isso, veja como o curso de primeiros socorros em bovinos te ajudará a dominar a área e ter maior rentabilidade com o seu rebanho. 

Fontes: CPT Cursos Presenciais, Portal do Agronegócio, Cna Brasil.

Áreas

Artigos

Bovinos

Bovinos de Corte

Bovinos de Leite

Destaques

Pecuária

Saude animal

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2021 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.