Cuidados necessários na compra e no transporte de bovinos

Além dos cuidados com mineralização, alimentação, outros cuidados são importantes na compra e no transporte de bovinos. Animais comprados em outros estados, por exemplo, devem receber a aplicação do soro contra pasteurelose. Além disso, o gado necessita de observação constante de seu aspecto geral, pois animais com muito osso geralmente é um animal debilitado, boi babando não é um bom sinal, olhos lacrimejando merecem cuidado, frieira devem receber atenção, tudo isso porque animal doente é sinal de despesa e uma compra mal estudada pode ser apenas sinal de prejuízo ao criador de bovinos.

O transportador deve tomar alguns cuidados no sentido de preservar as condições físicas dos animais. Para isso, antes de cada embarque, apartar e conduzir os animais de forma pausada e tranquila para que não estresse os animais, evitando que eles se deitem dentro dos caminhões.

Durante o embarque, é prudente não ter pressa e nem gritar, evitar dar golpes de ferrão ou choques elétricos. Cada caminhão deve ter a lotação certa e com animais de tamanhos iguais, evitando que os maiores machuquem os menores. Evitar também animais de chifres, porque se batem ferindo uns aos outros, durante o transporte. Dessa forma, procurar fazer o transporte dos animais com caminhões apropriados e caminhoneiros experientes, evitando prejuízos. No curso da viagem, verificar, de vez em quando, se está tudo bem com os animais, se não tem nenhum caído ou sendo pisoteado pelos outros. Além disso, os veículos transportadores devem ser limpos e desinfetados.

Ao chegar a seu novo destino, o gado deve, imediatamente, passar pelo controle sanitário. Meia hora depois do desembarque, os animais devem ser levados a beber água e soltos em piquetes com boa pastagem, para andar e se ambientar (as cercas devem ser boas, fortes), lá permanecendo por três dias, até passar o perigo do estresse.

Nesse pasto devem existir cochos no chão (podem ser tambores de duzentos litros, cortados de comprido), fáceis de mudar, se houver barro, obrigando os animais a baixar a cabeça, perder a timidez, amansar e se acostumar tanto com os companheiros quanto com o tratador, que, diariamente, distribuirá volumosos e concentrados atrativos. Essa confraternização é muito importante porque, além de evitar o estresse, os animais aprendem a se defender e evitam brigas no caso de haver montas e dominâncias, o que facilita o confinamento, e todos esses cuidados são importantes para que se tenha um rebanho com produção de qualidade.

 

 

 

Fonte: Floresta Site

Adaptação: Revista Agropecuária

   

Conheça o Curso de Manejo Nutricional de Gado de Corte (Alimentos e Alimentação)

      Veja outras  publicações na Revista Agropecuária: Importantes particularidades do rebanho ovino O manejo adequado com filhotes de ovinos e dicas para o desmame Enquanto cana-de-açúcar, algodão, milho e café terão safra recorde, em 2012, a expectativa é que o arroz tenha produção reduzida      

Quer ficar informado? Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

Digite seu e-mail:

 

Bovinos

Destaques

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.