A vitalidade da mulher na agricultura

Sabe-se que as mulheres são detentoras de grande força, desde os tempos da caverna. Quando, o marido saía para caçar, ela observava as sementes que caíam no chão e começaram a cultivar as espécies, mas naquela época ainda não lideravam.

Hoje, a mulher, ocupa um status cada vez mais importante dentro da família e na sociedade. Na agricultura a sua participação vem aumentando, sendo comum encontrar mulheres que plantam, colhem e comandam as atividades relacionadas ao campo

A mulher de hoje não se satisfaz apenas em plantar o que alimenta o corpo, e sim apresentam-se como protetoras que estão excedendo as iniciativas dos homens na batalha diária para colocar o alimento na mesa. Desenvolve projetos que visam à melhoria da vida de todos. São grandes mães que aproveitam a energia das atividades já encontradas no acolhimento da família para amparar os mais desprovidos. Com isso, fortalecem a agricultura no campo beneficiando muitos além do círculo familiar.

Segundo balanço Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), existem projetos de 267 mulheres para 65 homens em seis instituições cadastradas que apresentaram propostas para Compra Antecipada Especial da Agricultura Familiar (Caeaf), o balanço gera R$ 882.334,30 e beneficia 14.295 famílias.

A vitalidade da mulher na agricultura familiar, a sua intuição, cuidado, sensibilidade, iniciativa, força e coragem, comuns nas mulheres empreendedoras, cria políticas públicas para diversas pessoas.

 

Fonte: Seagri

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

 

Conheça o Curso de Desenvolvimento e Produção Sustentável da Agricultura Familiar em seu Município

 

    Veja outras publicações da Revista Agropecuária:

Manejo de pastagem bem feito, melhora a produção pecuária Importação Argentina de produtos lácteos preocupa produtores brasileiros de leite Encontro Minas Leite - SUPERAGRO 2012    

Agricultura

Artigos

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.