Transportar milho para a região nordeste é mais difícil que para o porto

exportação de milhoUma contradição encontrada no Brasil em relação à produção do milho é que, o país exporta grande quantidade do cereal, enquanto para transportar para o nordeste encontra-se dificuldade e a região vê grande parte do rebanho morrer por falta de comida.

O caos logístico da situação é a falta de transporte para levar o milho do centro-oeste para o nordeste. Ultimamente, apesar de todo o congestionamento é mais fácil transporta o cereal até o porto para ser exportado do que transportar até o nordeste.

A dificuldade encontrada é em relação aos altos preços dos fretes. Com a estrada em péssimas condições, muitos caminhoneiros se recusam a fazer o serviço e quando aceitam o preço do transporte dobra de valor. Outra queixa no transporte é o fato de que quando ele é feito para os portos o caminhão vai carregado de cereal e volta com fertilizantes. Já para a região nordeste o tempo de viagem é longo e o caminhão volta vazio. A nova lei dos caminhoneiros que reduz a carga horária de trabalho, diminuindo o número de veículos disponíveis também, é outro agravante.

Para tentar sanar o problema o Ministério da Agricultura esta fazendo leilões e adquirindo produtos, e no contrato a empresa vendedora deve transportar o produto até as localidades.

Fonte: Agricultura

Adaptação: Revista Veterinária

 

 

 

Conheça o Curso de Produção de Milho no Sistema de Plantio Direto

produção de milho

 

 

Veja outras publicações da Revista Agropecuária:

Cotação do boi gordo tem queda em relação ao aumento salarial

Aumento da chuva retém boiada nos pastos

Doenças ocorridas no cultivares de soja

Agricultura

Milho

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.