Brasil e Paraguai na produção de biodiesel

produção de biodiselNa busca de incentivos para as pesquisas de novas matérias-primas Brasil e Paraguai podem trabalhar juntos em projeto de produção de biodiesel. A proposta foi feita durante uma visita de pesquisadores paraguaios da Universidad Nacional de Asunción(UMA) e do Instituto Nacional de Tecnologia (INTN).

O Paraguai não possui reservas de petróleo importando toda a gasolina e o diesel que consome problema que se agrava com o crescimento da frota de veículos.

O governo paraguaio estuda o uso da biomassa a fim de diminuir as compras externas e ainda gerar renda para a cadeia produtiva dos combustíveis renováveis, envolvendo agricultores e indústrias no projeto.

O país, assim como o Brasil adiciona 25% de etanol anidro à gasolina, é vendido também como hidratado ou com mix de 15% de gasolina, forma mais comum de comercialização nos postos.

O biodiesel produzido no Paraguai é alternativo e a matéria-prima principal é a gordura animal, o produto é misturado ao diesel convencional, feito a partir do petróleo, na parcela de 1% a 2%, mas mesmo assim, não atende a demanda.

Assim cresce a busca por outros produtos que produzam o biodiesel, e as apostas voltaram-se para o pinhão-manso e palmeiras, cujo uso já é estudado no Brasil pela Embrapa Agroenergia que lidera duas redes de pesquisa, fomentadas pela Agência Brasileira de Inovação(Finep).

Fonte: Rural Centro

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

Conheça o Curso de Produção de Milho no Sistema de Plantio Direto

produção de milho

 

 

 

Veja outras publicações da Revista Agropecuária:

Cachaça, produto brasileiro com reconhecimento internacional

A raça Gir Leiteiro: excelente opção para o setor pecuário

Coccidiose: Doença Aviária

Biodiesel

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.