Confinamento de Gado: 5 dicas essenciais!

Confinamento de Gado - 5 dicas essenciaisSe você é pecuarista ou trabalha com bovinos, já deve conhecer o sistema de criação por confinamento de gado. Nesse modelo, os animais são colocados em piquetes ou currais na fase de engorda para que atinjam o peso necessário em menor tempo.

O confinamento bovino é comumente usado em rebanhos de alto potencial genético. Porém, esse tipo de sistema ganhado espaço no Brasil devido aos períodos de seca. Pelo confinamento de gado, os pecuaristas têm conseguido manter bons resultados mesmo quando as pastagens apresentam baixa qualidade. 

Apesar de permitir a engorda do gado e ser uma alternativa viável para os períodos de seca, o confinamento de gado exige dedicação do criador. Por isso, separamos para 5 dicas essenciais para que você que quer implementar o sistema de confinamento bovino no seu rebanho. Confira!

#1 Localização é tudo

Dentro do sistema de confinamento de gado, é preciso, antes de mais nada, escolher a localização adequada para o ambiente de confinamento. Isso porque existem alguns fatores que podem ajudar no momento da instalação das estruturas. E, por consequência, ajudar no bem-estar animal.

O primeiro ponto a ser observado é a movimentação ao redor do local. É importante que o ambiente escolhido para as estruturas esteja longe de rodovias ou áreas de alto trânsito e movimentação. Assim, é possível evitar estresse e possíveis fugas, minimizando eventuais  prejuízos.

Outro ponto é a proximidade com fontes de água e energia elétrica. Afinal, para que as estruturas necessárias para o confinamento de gado sejam mais eficientes, é preciso que exista o abastecimento dos cochos e do maquinário. Assim, água e fonte de energia são fundamentais para garantir o bem-estar do rebanho.

Um último ponto que pode facilitar no momento de instalar as estruturas é observar o relevo do local. Dessa forma, locais já aplainados necessitam de menos investimentos e facilitam a instalação das estruturas necessárias.

#2 Saiba a estrutura ideal para a sua criação

Quando se aplica o sistema de confinamento de gado, é preciso ter em mente que as estruturas devem atender às necessidades do rebanho. Então, primeiramente, é importante pensar no espaço disponível para cada animal.

Assim, a recomendação é que se tenha pelo menos 12 metros de espaço por animal e 15 centímetros de cocho por cabeça. É importante que esse espaço mínimo seja respeitado para evitar o estresse dos animais, o que causa baixa na qualidade do produto final produzido.

Como falamos na primeira dica, é importante que a estrutura esteja em local adequado para dispor de água e rede elétrica. Pois é importante que água esteja disponível sempre fresca para os animal. Vale lembrar também que em sistemas de confinamento de gado, os cochos de alimento e água devem ser separados. Eles devem ser confeccionados de material duradouro e de fácil higienização, para que a sanidade e o bom manejo nutricional do rebanho sejam mantidos.

Outro ponto é que, em caso de regiões quentes é importante pensar no conforto térmico dos animais. Assim, para confinamentos a céu aberto é importante que exista um ponto de sombra, como árvores, para garantir o bem-estar do rebanho. Já em regiões com alto índice de chuvas, é essencial considerar modelos de confinamento bovino que tenham coberturas.

#3 Cuide do manejo nutricional do rebanho

Como apontamos no início, o confinamento de gado é aplicado na fase de engorda do rebanho de corte para que este ganhe peso de forma mais rápida. A média diária de engorda nesse sistema é de 1,5 quilos por dia

Porém, para colher os resultados, é preciso que os animais estejam com a nutrição em dia. Assim, é importante saber que, o principal alimento fornecido para o rebanho nesse sistema é o feno. Esse alimento é rico em fibras e proteínas e pode ser produzido na própria propriedade rural. 

Nesse ponto é preciso pensar nos custos, já que esse tipo de sistema necessita de uma nutrição bem estabelecida para que os resultados sejam os ideais. A dieta e o manejo nutricional do rebanho devem ser elaborados e pensados por um profissional capacitado. Ou seja, isso quer dizer que serão estabelecidas metas nutricionais para que os bovinos atinjam. Porém, é possível, de posse dessa informação, construir o alimento que será fornecido para o animal com a produção da propriedade. Isso ajuda muito na redução de custos desse sistema.

Um ponto comum sobre o manejo nutricional nesse sistema é que a alimentação precisa ser disponibilizada pelo menos 3 vezes ao dia. Já para a hidratação do rebanho, a água deve ser disponibilizada de forma constante e deve ser trocada diariamente.

#4 Pense na manutenção das estruturas confinamento de gado

Como o nome indica, no sistema de confinamento de gado, os animais ficam juntos em um espaço determinado. Como estão na fase de engorda, há um regime alimentar e de hidratação a ser seguido que é feito todo dentro desse espaço.

Assim, é importante verificar constantemente as estruturas do modelo de confinamento escolhido. A limpeza dos espaços onde estão os animais é fundamental para a sanidade do rebanho, mas não é suficiente para garantir os resultados.

É preciso pensar nas estruturas de apoio, verificando locais de armazenagem de alimento e os locais de alimentação dos bovinos. Além disso, é importante verificar e manter limpos estruturas de abastecimento e maquinários necessários.

O sistema de confinamento de gado depende da estrutura oferecida para o animal. Nesse cenário, é ela que garante o bem-estar do rebanho e, portanto, o seu bom resultado no futuro. Assim, é necessário que tudo esteja funcionando da melhor maneira.

#5 Atenção à sanidade do rebanho

Para que o pecuarista de corte tenha sucesso, a saúde do rebanho é fundamental. Assim, é necessário a sanidade dos animais esteja assegurada no confinamento de gado. Manter as estruturas com boa manutenção e limpas, conforto térmico, hidratação e nutrição corretas são formas que já apontamos para manter essa sanidade.

Porém, nesse tipo de sistema, como há um ganho de peso rápido do rebanho é preciso ter outros cuidados. É importante que os animais recebam consultas veterinárias com uma certa frequência.

Isso permite que um profissional qualificado avalie o desenvolvimento, observando o peso e a maneira como o animal está se desenvolvendo (porcentagem de gordura e carne). Além disso, com esse regime de consultas é possível detectar problemas, por exemplo, no manejo nutricional e realizar correções.

Enfim, quem opta pelo sistema de confinamento de gado precisa estar atento a pontos importantes para que tenho sucesso e o tão esperado lucro no final da produção. Por isso, é muito importante conhecer as diferentes partes que envolvem esse processo e ter uma boa gestão da propriedade. 

Quer aprender na prática como melhorar seus resultados com a pecuária de corte? Clique aqui e conheça os cursos presenciais de Gado de Corte do nosso parceiro CPT Cursos Presenciais.

Fontes: Novo Negócio, CPT Cursos Presenciais e Boi Saúde

Cursos de Gado de Corte

Agroindústria

Artigos

Bovinos

Bovinos de Corte

Destaques

Frigoríficos

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.