Ração para engorda de bovinos a pasto: entenda o papel desse recurso

Ração para engorda de bovinos a pasto entenda o papel desse recursoO sistema de engorda a pasto é o método mais utilizado na pecuária de corte nacional, sendo grande responsável pelos bons resultados da produção do país. Portanto, para que o rebanho se mantenha rendendo é preciso um bom manejo nutricional. Assim, o uso de ração para engorda de bovinos a pasto é um aliado  para garantir os objetivos da criação.

A ração é um bom complemento para o ganho de peso do animal, oferecendo diversos benefícios para o animal. Entretanto, para que esses benefícios sejam alcançados, é preciso que a ração tenha a proporção correta para atingir as necessidades do rebanho. Assim, o manejo nutricional para bovinos de corte é essencial, já que a formulação de ração precisa precisa atingir as exigências nutricionais do animal considerando os nutrientes dos alimentos e o custo benefício do produto.

Desse modo, a ração para engorda de bovinos a pasto pode ser implementada para auxiliar o animal a reduzir o tempo de engorda, limitado quando a alimentação é exclusivamente a base da forragem disponível. Outro fator é que, como a ração correta, alinhada ao tipo de animal e ao resultado desejado, é possível que o rebanho atinja seu melhor potencial genético, ganhando peso com qualidade. Isso resulta num produto final melhorado, com qualidade elevada, que é mais valorizado pelo mercado.

Assim, para entender melhor sobre o papel da ração para a engorda de bovinos a pasto, é importante entender mais sobre a engorda a pasto, o manejo das pastagens e como o manejo nutricional é fundamental para o sucesso do rebanho.

Engorda a pasto: como funciona?

Como apontamos, a engorda a pasto é o sistema mais utilizado pela pecuária de corte no nosso país. Assim, saber como aplicar a ração para engorda de bovinos a pasto é preciso que o proprietário conheça os fatores que afetam esse tipo de sistema. Como nesse modelo a pastagem é a principal fonte de alimento para o rebanho, tudo que afeta os pastos, afeta o resultado desse sistema.

Além disso, o manejo nutricional do rebanho está diretamente ligado ao tipo de animais presentes na criação. Por isso, os principais fatores que afetam o sistema de engorda a pasto são:

  • Época do ano: o valor nutricional (qualidade) e a quantidade de pastagens disponíveis variam de acordo com a época do ano. Ou seja, nas estações com mais umidade e luminosidade (primavera e verão) há mais oferta de alimento, enquanto na seca (outono e inverno) há menor quantidade de alimento disponível;

  • Raça do rebanho: raças mais adaptadas às condições da região da propriedade oferecem melhor rendimento para a engorda a pasto. Como os animais estão expostos, animais pouco adaptáveis ao ambiente da região tendem a sofrer, não tendo o rendimento esperado;

  • Capacidade de suporte do pasto: para esse tipo de sistema, a pastagem é uma lavoura. Assim, um bom manejo de pastagens é essencial para o bom resultado da produção.

Mesmo fazendo o uso de ração para engorda de bovinos a pasto como complemento nutricional, esse sistema ainda apresenta baixo custo para o produtor. Assim, para que o método mantenha um bom custo benefício, é importante que o manejo nutricional dos animais esteja alinhado ao bom manejo de pastagens. 

Manejo e planejamento de pastagens

Como já mostramos, no manejo nutricional, é importante conhecer não apenas a necessidade de alimentação dos animais, mas, também, o valor e quais são os nutrientes presentes nas pastagens escolhidos. Além disso, a disponibilidade desse alimento em relação ao lote trabalhado, são fatores que afetam o sistema de engorda a pasto. Assim, para entender quando e qual ração para engorda de bovinos a pasto utilizar, é preciso, antes, entender como realizar o manejo das pastagens

O manejo das pastagens é o conjunto de procedimentos adotados por quem maneja a pastagem para conduzir os animais para a forragem produzida e disponível. Esses procedimentos podem ser feitos utilizando-se diferentes tipos de pastoreio, o que fica a critério do responsável determinar qual o melhor para o rebanho e para a pastagem. Nesse processo, precisam ser levados em conta a necessidade nutricional do animal o tipo de pasto disponível, como frisado anteriormente.

É importante que, além do manejo, se realize o planejamento do pasto, uma vez que o potencial nutricional da planta varia ao longo do ano, juntamente com a necessidade de nutrientes do animal. Portanto, o planejamento da produção das pastagens está atrelado ao uso de ração para engorda de bovinos a pasto. 

Capacitação é importante

Diante de tudo, fica claro como entender as particularidades do rebanho é fundamental para que o pecuarista tenha sucesso com sua produção. Assim, a aplicação de ração para engorda de bovinos a pasto requer um entendimento nutricional, não só dos animais, mas também dos nutrientes que estão sendo oferecidos no pasto escolhido.

Portanto, cabe ao responsável conhecer todos os aspectos do seu rebanho, de forma a saber reconhecer as necessidades dos animais, gerir os recursos disponíveis e obter o melhor resultado da produção.

Assim, aprender na prática, aplicado a situações cotidianas, o manejo nutricional do rebanho de corte é a melhor saída para quem quer ganhar experiência de forma eficaz em pouco tempo. CLIQUE AQUI e conheça o curso de Manejo Nutricional de Gado de Corte do nosso parceiro CPT Cursos Presenciais.

Fonte: Ed. Centaurus e Giro do Boi 

Artigos

Bovinos de Corte

Destaques

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.