Alface hidropônica: entenda mais sobre esse sistema de cultivo

Alface hidropônica entenda mais sobre esses sistema de cultivoA produção de alface hidropônica se baseia na não utilização do solo para o cultivo, mas no uso de uma estrutura específica, elevada, e que conta basicamente com sol e água. Estas são, de maneira simplista, as características de um sistema hidropônico, que tem se revelado como opção cada vez mais recorrente entre produtores e até mesmo para ambientes domésticos. Isso, pelo fato do sistema revelar melhor rendimento e reduções de ciclo em comparação ao cultivo tradicional, sobretudo na produção de alfaces.

No Brasil o principal sistema de produção de alface hidropônica é o NFT (Nutrient Film Technique - Técnica de Filme de Nutrientes), que conta uma canaleta apropriada para a circulação de uma solução nutritiva composta de água e nutrientes. Entretanto, para iniciar o cultivo, é importante que o produtor se atenha a alguns detalhes. Entre eles está a água disponível para uso, já que é recomendável o uso de água de qualidade, sem excesso de cloro ou boro, substâncias que podem comprometer o desenvolvimento da muda. 

Outro fator importante é a temperatura da água, que não deve variar muito de 25º. A dica sobre este tema é escolher uma tubulação que não colabore para o aquecimento da água, sendo recomendáveis as tubulações brancas, de plástico, que não retém tanto o calor como de outros materiais.

Como a produção depende de diversos detalhes, neste artigo vamos abordar os principais tópicos para esse cultivo, para que você possa entender melhor sobre esse modelo de produção de alface. 

O cultivo da alface hidropônica

O cultivo da alface hidropônica surge, no Brasil, como forma alternativa de plantação, buscando atender as demandas de consumo dessa hortaliça no país. Esse sistema facilita a produção orgânica, bastante valorizada pelo mercado atual. Ou seja, a alface hidropônica se mostra uma excelente alternativa para o pequeno produtor, já que a demanda no mercado é alta, principalmente para o produto orgânico.

Mesmo com uma produção mais simples, a hortaliça produzida com hidroponia exige alguns cuidados e detalhes por parte do produtor. O maior controle do ambiente e temperatura, qualidade da água e nutrição, são apenas alguns pontos que merecem a atenção antes do início da produção. Assim, separamos os principais pontos e suas características ideais para que você saia na frente. São eles:

Local 

O local onde será feito do cultivo é fundamental para o sucesso da sua plantação. Pensando nisso, muitos produtores nacionais usam estufas, uma vez que essas estruturas garantem um maior controle do ambiente. Como dissemos, o ideal é que a água utilizada esteja com a temperatura por volta dos 25ºC, e o uso da estufa auxiliar nesse controle.

Além disso, a umidade do ar do espaço ajuda no bom resultado. Assim, com o ambiente ideal com 70% de umidade relativa do ar para a alface hidropônica, a estufa se apresenta mais uma vez como solução ideal. 

Substrato

A escolha do substrato é muito importante, principalmente quando pensamos na sustentação da planta durante seu desenvolvimento na estrutura da hidroponia. Assim, existem diversos tipos de substrato utilizado nesse sistema de plantio.

O produtor pode optar por soluções como lã de rocha, perlita, escória, serragem fibra de coco ou espuma, sendo esse último o mais presente no modelo NFT, largamente utilizado no Brasil. Mesmo com liberdade de escolha, uma característica essencial para qualquer substrato, a porosidade. É ela que vai garantir que a planta seja capaz de receber a solução de nutrientes, que é responsável por seu crescimento.

Sementes e mudas

Logicamente, a escolha do ponto de partida da planta é item básico antes de começar qualquer cultivo. Assim, o produtor deve escolher se irá iniciar sua produção usando mudas ou sementes, se atentando às especificidades de cada uma.

O uso de sementes costuma ser menos escolhido por quem vai começar a produção hidropônica. Isso acontece, uma vez que elas exigem mais cuidados por parte do produtor, demandando maior atenção devido a sua fragilidade. Contudo, caso essa seja a escolha, é importante destacar que elas devem ser cultivadas em espuma fenólica durante o período de germinação, que leva em torno de sete dias.

Já a utilização de mudas é mais prática, reduzindo o risco de perdas durante a instalação, uma vez que estas já são familiares ao modelo hidropônico. Existe mais um detalhe para o cultivo orgânico de alface hidropônica que é a certificação das sementes de mudas. É importante comprar de produtores certificados.

Nutrição e irrigação

Quando pensamos no sistema de cultivo hidropônico, a importância da irrigação fica evidente. Além da função de fornecer água e manter a planta hidratada, contribuindo para o transporte de nutrientes internamente, a irrigação na hidroponia, por estar no lugar do solo, também é responsável por fornecer tais nutrientes. Assim, é pelo sistema de distribuição que os nutrientes vão chegar a toda a cultura permitindo que as plantas possam de desenvolver. No NFT, as raízes ficam diretamente na água e em contato com um filme onde se encontra a solução com os nutrientes.

A hidroponia é um sistema sustentável, e a bomba presente na estrutura garante a reutilização da água. Cabe ao produtor, no entanto, monitorar os nutrientes presentes para que seus níveis estejam sempre ideais ao desenvolvimento da cultura.

Destaques da alface hidropônica

Diante do que apresentamos, o cultivo da alface hidropônica garante ao produtor uma excelente opção. Além de permitir mais facilmente a entrada no mercado de orgânicos, com uma produção sustentável a hidroponia permite uma produção média de 12 mil plantas por metro quadrado utilizado. Além disso, o risco de perda dos produtos é bem menor que o tradicional, principalmente quando incluímos o risco de pragas.

Assim, algumas vantagens do cultivo de alface hidropônica são:

  • Produção de melhor qualidade;

  • Trabalho mais leve e limpo;

  • Menor quantidade de mão-de-obra;

  • Não é necessária rotação de cultura;

  • Alta produtividade e colheita precoce.

Ainda assim, é importante que o produtor conheça possíveis pragas e doenças que podem se fazer presentes no sistema hidropônico. Isso garante um sucesso completo para a produção da alface.

Se você quer aprender como fazer esse controle de pragas na sua produção de alface hidropônica, CLIQUE AQUI e confira nossa super dica!

Fonte: Ciclo Vivo e Tudo Hidroponia

Agricultura

Artigos

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2020 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.