Estudo gera polêmica ao divulgar que comida orgânica não é mais nutritiva

Ativistas que fazem campanha por uma agricultura sustentável e produtos orgânicos criticaram um estudo da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, que alega que comida orgânica não é mais nutritiva do que os demais alimentos. A Universidade de Stanford analisou mais de 200 trabalhos sobre o tema, o que se verificou foi que embora os alimentos orgânicos tenham demonstrado conter 30% menos agrotóxicos não foram detectada diferença na tabela nutricional. A pesquisa contradiz o que muitos especialistas dizem sobre alimentos orgânicos.

O pesquisador-chefe Crystal Smith-Spangler, se diz surpreso "Alguns acreditam que comida orgânica é sempre mais saudável e com mais nutrientes. Nós ficamos um pouco surpresos de não descobrirmos isso".

Durante a pesquisa foram analisados dados de 17 estudos, que compararam pessoas que comeram alimentos orgânicos com outras que ingeriram não-orgânicos. Também foram observados 223 trabalhos sobre os níveis de nutrientes, bactérias, fungos e agrotóxicos em vários alimentos, incluindo frutas, legumes, grãos, carnes, leite e ovos. O estudo demonstrou que, no caso das frutas e legumes eles contêm a mesma quantidade de vitaminas, e o leite não apresenta variação no teor de proteína e gordura. No entanto, algumas pesquisas apontaram que o leite orgânico possui mais ômega-3. Devido a diferenças no fertilizante usado e na técnica de colheita, os alimentos orgânicos, possuem mais nitrogênio, o que não traz benefícios a saúde.

A divulgação da pesquisa foi na publicação médica "Journal Annals of Internal Medicine" e gerou muitas críticas. Os críticos apontam que nenhuma das pesquisas analisadas durou mais de dois anos, o que impossibilitaria conclusões de longo prazo.

"Um estudo do Reino Unido usando uma análise correta das estatísticas descobriu que a maioria das diferenças nos níveis de nutrientes entre frutas e legumes orgânicos e não-orgânicos vistos neste estudo dos Estados Unidos são, na verdade, muito significativos", disse a entidade.

A entidade britânica, Associação do Solo, que faz campanha pelo plantio sustentável de comida, disse que o estudo contém falhas.

 

Fonte: G1 Adaptação: Revista Agropecuária      

Conheça o Curso de Formulação de Dietas e Rações para Bovinos

        Veja outras publicações da Revista Agropecuária: Falta de cálcio no sangue coloca vacas em risco no pós-parto "Moscas dos estábulos" são causadoras de grandes prejuízos na pecuária de leite e de corte Lei Leite Legal impulsiona a ovino-caprinocultura e a criação de indústrias do setor      

Quer ficar informado? Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

Digite seu e-mail:

Agricultura

Destaques

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.