Observações consideráveis ao sistema de produção a pasto para o gado de leite

A crescente transformação no agronegócio leiteiro vem aumentando nos últimos anos devido à abertura ao mercado internacional pela economia brasileira. Porém, para se chegar ao padrão internacional de exportação, os pecuaristas tiveram que se adaptar às exigências, passaram a produzir maior quantidade de leite, com regularidade e excelência de qualidade.

O pecuarista deve sempre estar atento ao consumo de alimento do animal a fim de obter maior lucratividade, decidindo qual o sistema de produção de leite (a pasto, confinado, semiconfinado) é o mais viável às condições da região, assim como qual é a melhor forrageira para o gado de leite. Observado as condições de produção o pecuarista deve estar ciente da raça que melhor se adapta ao sistema.

Em casos de produção leiteira a pasto o cuidado deve se redobrar, a observação da pastagem é necessária, quanto ao teor da matéria seca da forrageira seja ele rotativo ou contínuo pois, quando baixo há limitação do consumo pelos animais, acarretando em danos produtivos. Outro fator observado é que o teor de matéria seca aumenta com a idade da planta.

Assim, o consumo da proteína bruta pelo animal será menor. A exemplo temos, as forrageiras tropicais, que com 30 dias adubadas com fontes de nitrogênio, oferecem em torno de 14% a 16% de proteína bruta na base da matéria seca, em amostras obtidas de parte da planta que o animal seleciona em condições de pastejo. Quando o capim está verde picado (toda a planta) com 30 dias, o teor de proteína é 10% a 12% na base da matéria seca. A diferença é considerável entre o capim verde picado e o capim selecionado pelo.

Em condições de pastejo há limitação da produção de leite se as forrageiras tropicais apresentarem menos de 12% de proteína bruta, é recomendável para as vacas em lactação um teor igual ou superior a 12%. Assim, deverá haver um balanceamento de acordo com as condições de pastejo, introduzindo na dieta silagens ou feno.

Fonte: Gir Leiteiro

Adaptação: Revista Agropecuária

 

 

Conheça o Curso de Manejo Intensivo de Pastagens para a Bovinocultura

    Veja outras publicações da Revista Agropecuária: Cotação do boi gordo tem queda em relação ao aumento salarial Aumento da chuva retém boiada nos pastos Doenças ocorridas no cultivares de soja  

Bovinos

Bovinos de Leite

Notícias

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.