Como proceder à calagem do solo

Antes de o produtor começar a plantar, ele deve conhecer bem as propriedades químicas e físicas do solo, sobre o qual deseja estabelecer sua cultura. E uma das práticas mais importantes, antes do plantio, é a calagem do solo, com o objetivo de aumentar o pH, elemento que neutraliza a concentração elevada de alumínio, o  que pode ser tóxico para as plantas, e também, aumentar os níveis de bases do solo, como cálcio e magnésio muito importantes no desenvolvimento da plantação. O pH mais adequado para o desenvolvimento das plantas está entre 5,5 a 6,5.

Antes da calagem, o produtor deve executar a amostragem do solo, dividindo a área em várias glebas (partes), e coletar amostras iguais, em diferentes pontos; de 10 a 15 amostras são suficientes, por gleba. Depois, o produtor deve homogeneizar estas amostras, misturando todas e tirando uma, composta, que será enviada para o laboratório de análise de solos. Só assim, saberá se ele vai precisar da calagem.

O segundo passo é a escolha do material a ser usado na calagem. Os mais utilizados são os calcários e os silicatos, que têm o poder de reduzir a acidez do solo. Por ser o calcário uma rocha moída, sua reação com o solo é muito lenta. Por isso, recomenda-se que sua aplicação seja feita com, pelo menos, três meses de antecedência ao plantio; esse é o tempo suficiente para que o calcário reaja com o solo e faça nele, sua correção.

 

Equipe CPT Cursos Presenciais  

Conheça o Curso de Recuperação de Áreas Degradadas - Manejo, Conservação e Fertilidade do Solo

  Veja outros artigos da Revista Agropecuária: Amostragem de solo em Agricultura de Precisão Plantio direto de hortaliças pode reduzir pragas e doenças Conheça uma forma de adubação mais econômica e eficiente  

Quer ficar infomado? Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

Digite seu e-mail:

Artigos

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.