Vacinação inadequada pode ter causado febre aftosa no Paraguai

Segundo Ênio Marques, secretário substituto da Defesa Agropecuária, o foco da febre aftosa, no Paraguai, é resultado de falhas no controle sanitário e no sistema de proteção dos animais daquela região. Dúvidas foram levantadas a esse respeito, no Brasil, pelo Ministério da Agricultura.

O reforço da vigilância, por parte do Brasil, na fronteira com o Paraguai, tem sido a principal preocupação do governo, em relação às estradas vicinais, onde não há fiscalização. Isso poderá evitar a entrada de animais vivos originários daquele país, evitando-se, assim, a contaminação do rebanho brasileiro, das regiões fronteiriças.

Uma comissão técnica será enviada ao Paraguai, pelo Ministério da Agricultura, para verificar a situação no local.

 

Fonte: Globo Rural Adaptação: Revista Agropecuária  

Conheça o Curso de Primeiros Socorros em Bovinos

 

 

Veja outras publicações da Revista Agropecuária:

Novas regras para melhoria da qualidade do leite entram em vigor Cadeia de carne bovina brasileira é beneficiada pelo aumento da população mundial Culturas de inverno: Alternativa de volumoso    

Quer ficar informado: Cadastre-se e receba nossas novidades diariamente!

Digite seu e-mail:

Bovinos

Destaques

Notícias

Pecuária

Sites relacionados
Revista Veterinária Revista Veterinária Portal Suínos e Aves Tecnologia e Florestas
© 2019 Revista Agropecuária. Todos os Direitos Reservados.